28 junho 2004

Abre a bolsa

Manuela (ou o senhor que se segue).

Fui multado em excesso de velocidade. Está mal... quer dizer, está mal ter sido multado, porque eu ia plenamente consciente do que ia a fazer (com excepção do sinal que não se podia circular a mais de 80 Km/h e do veículo da GNR-BT com o radar, que não vi...) e não estava a colocar ninguém em perigo, mas reconheço toda a legitimidade para o ter sido. Não cumpri o Código da Estrada, mais precisamente o artigo 27º e tenho de pagar. Posso sempre alegar que a estrada tem óptima visibilidade - se exceptuarmos a zona debaixo da ponte onde estava escondida a GNR-BT, o piso é óptimo, não havia muito trânsito, etc, etc... mas prevariquei, ia supostamente a 131 km/h, e, vou ser punido por isso. Para já monetariamente... depois, logo se verá. Uma palavra para os senhores agentes da autoridade - em particular o que me autuou, de uma correcção e educação exemplar.
Como foi a primeira vez que cometi uma contra-ordenação grave, espero que a DGV opte pela pena suspensa e não pela inibição de conduzir. Resta aguardar.
Para já uma certeza... Manuela abre a bolsa que vou doar-te 120 Euros.

PS: apesar de tudo tive sorte... mais um pouquinho era uma contra-ordenação muito grave e muito mai$ pe$ada!

0 Novas Memórias:

Enviar um comentário

Ligações:

Criar uma hiperligação

<<Página Principal