05 agosto 2004

o tempo e as férias que não chegam

Ando aborrecido. Estes ultimos dias antes das férias parecem não passar. Arrastam-se lenta e dolorosamente até ao fim da tarde, dia após dia.
Entretanto, no meio dessa lentidão, vou pesquisando factos sobre um dos destinos de férias deste ano. Na semelhança de outros anos, vou passar uns dias ao norte de Portugal para mais uma reunião familiar durante a festa da aldeia - perdida entre montes e vales chamada Cimbres, mas não me vou ficar por aqui.
Irei, mais a abadessa deste convento (que entretanto entrará de férias) passar uma semanita à Tunísia para poder admirar ao vivo (e espera-se a cores) as maravilhosas praias, os circuitos históricos e a sociedade tunisina. Só vai ser chato é ter de regatear tudo o que quiser (e poder) comprar... Poderá ser engraçado no início, mas tornar-se-á irritante após algumas compras.
Sendo assim, já andei a reunir alguns dados sobre locais que gostaria de ver ao vivo e qual a maneira de lá chegar. A uma ou outra excursão, temos de juntar uma viagem de comboio ou o aluguer de um automóvel para um ou outro local.

De entre os vários locais obrigatórios, destaco:
Cartago - passado púnico e romano, bem como a Arte Nova do tempo do protectorado francês;
Sidi Bou Said - ver a vila toda azul e branca e beber um chá de menta no Café de Nates;
El Djem - o seu magnífico coliseu romano;
Tunes - conhecer a cidade e ver o Museu do Bardo;
Kairouan - cidade santa;
Nabeul;
Port El Kantaoui;
Monastir

e, por fim, Hammamet, onde iremos ficar alojados e gozar alguns dias de praia.

Em todas elas, embrenharmo-nos nos souks (mercados), visitar as medinas, espreitar as Mesquitas e tentar ver um pouco da cultura daquele povo, fazem parte do pretendido. Como quem não quer a coisa... vou levar a máquina digital com vários cartões de memória (Nuno, não te esqueças que já te cravei o cartão de 512Mb) e ainda uma compacta com mais alguns (muitos) rolos fotográficos. Quero fazer um verdadeiro álbum de recordações. A Sónia, já prometeu que vai arranjar um caderninho e escrever o diário de bordo.

Quando regressarmos, sobra-me ainda mais uma semanita de férias que, será ao que tudo indica, passada na costa vicentina. Vila Nova de Milfontes é o local escolhido.

Mas porque é que o tempo demora tanto a passar até essa altura... e depois vai (de certeza) voar ?

0 Novas Memórias:

Enviar um comentário

Ligações:

Criar uma hiperligação

<<Página Principal