26 outubro 2003

Ontem

vi a "Liga de Cavalheiros Extraordinários". Gostei do filme, mas ficou aquém das minhas expectativas. Com um leque de personagens de tal gabarito: Rodney Skinner (o homem invísivel), Allan Quatermain (o tal das Minas de Salomão), Tom Sawyer (desta vez sem Huckleberry Finn), Dr. Henry Jekyll ( e a sua metade Mr. Hyde), Cp. Nemo (e o seu submarino nuclear Nautilus), Dorian Gray (com o seu retrato) e a bela Mina Harker (a "namoradinha" de Drácula), decerto que se poderia esperar um filme espectacular em todos os aspectos. Com personagens tão ricas e diferentes entre si, o argumento deveria ser muito melhor do que é na realidade.
De realçar, que não é preciso ler "As Minas de Salomão" de Sir Henry Rider Haggard, "As 20.000 léguas submarinas" de Júlio Verne, "O Homem Invisível" de H.G. Wells, "As aventuras de Tom Sawyer" de Mark Twain, "Dr. Jeckyll e Mr. Hyde" de Robert Louis Stevenson, "O retrato de Dorian Gray" de Oscar Wilde ou "Dracula" de Bram Stocker para se ver o filme, mas ajuda a perceber as personagens, os seus pontos fortes e fracos.

0 Novas Memórias:

Enviar um comentário

Ligações:

Criar uma hiperligação

<<Página Principal