27 maio 2005

A evasão fiscal é um desporto de elites

Tenho andado com pouco tempo disponível. No trabalho, acrescentaram novas funções àquelas que desempenhava (sem qualquer acréscimo de remuneração, entenda-se), pelo que me sobra pouco tempo para durante o dia dar uma olhadela à blogosfera, às notícias online e até para tratar de assuntos triviais que se podem fazer online.

Vou sabendo das notícias do país - e do mundo - pelo que ouço nos telejornais enquanto janto. Já sei que os impostos vão aumentar (como não poderia deixar de ser) e que os principais novos pagadores são os mesmos de sempre...
Eu não me importo de pagar impostos se isso se reflectir numa melhoria dos serviços por parte da máquina estatal, mas isso não tem sucedido. Eu não me importo de pagar mais impostos, se quem tem fugido deles - e com sucesso - também os pagar. Não me peçam é para ficar feliz e contente por pagar mais impostos, sendo que quem tem rendimentos mais altos e uma vida de luxo continua a declarar o mínimo e a pagar ninharias. Isto não é justiça fiscal, social ou de qualquer outro tipo. A evasão fiscal é um desporto de elites, cada vez mais me convenço disso.

Ontem, feriado, aproveitei para dar um jeitinho em casa e quando terminei, estava cansado demais para fazer o que quer que fosse... a não ser estender-me ao comprido e ver um filmito. Acompanhado de uns pistachios e amendois, vi o primeiro episódio da série "Anjos na América" e o filme "A Sombra de um Rapto". Ao menos, tenho o fim de semana mais calmo e só tenho que ir apanhando os muitos pelos da minha gata que não sei como ainda não está completamente careca... a julgar pela quantidade de pêlos que larga :)

0 Novas Memórias:

Enviar um comentário

Ligações:

Criar uma hiperligação

<<Página Principal