07 junho 2006

Heroi do dia

E o heroi do dia de hoje é Mário Machado, "líder" de um simpático clube de coleccionadores de más tatuagens, relíquias do passado que mais ninguém quer e caçadeiras, chamado Frente Nacional, por se ter deixado prender em consequência da reportagem que passou ontem na RTP.

É assim mesmo, amigo! Defender os nossos ideais até á morte se preciso for. Só lamento que não existam campos de concentração especiais para pessoas como você, onde pudessem experimentar na pele os mimos que o seu tão estimado Adolfo deu a milhares de pessoas. E nos tempos livres, entre uns trabalhos forçados e umas experiências "científicas", podia sempre ter umas aulas de senso comum e talvez ficasse a perceber que dificilmente encontrará um português que não tenha uma gota de sangue árabe, judeu ou africano e que, se a guerra tivesse tomado outro rumo, Portugal seria tão massacrado como qualquer Polónia e os portugueses, latinos, mesmo de cabeça rapada e a berrar frases em língua germânica, não seriam tratados de forma diferente de qualquer não-ariano.

Mas eu entendo-o perfeitamente, meu caro: é sempre bom ter outros para culpar pela nossa indolência e sentimento de inferioridade. É certamente mais fácil andar por aí em manifestações, rua acima e rua abaixo, do que arregaçar as mangas e começar a trabalhar, ao lado de africanos, de emigrantes de leste, enfim, de quem quiser ajudar-nos a tornar este país, que só vive de futebol, num lugar decente para viver.

0 Novas Memórias:

Enviar um comentário

Ligações:

Criar uma hiperligação

<<Página Principal