15 novembro 2003

Mais arte, porque hoje é Sábado


Jardim das Delícias




Hyeronimus Bosch, Jardim das Delícias.

A primeira vez que vi este quadro foi há 16 anos, na capa do Conhecimento do Inferno de António Lobo Antunes, o primeiro livro de Lobo Antunes que li. A imagem intrigou-me tanto quanto o livro e resolvi investigar ambos os autores.

Na altura, pensei que Bosch era um surrealista do séc. XX e quando descobri que tinha vivido nos sécs. XV e XVI, fiquei bastante surpreendida. Nas obras de Bosch, tal como na escrita de Lobo Antunes, há qualquer coisa de muito forte que atrai e ao mesmo tempo repele, que maravilha e horroriza mas que nunca deixa espaço à indiferença.

0 Novas Memórias:

Enviar um comentário

Ligações:

Criar uma hiperligação

<<Página Principal