20 março 2006

Nódoa negra com bónus

Um dia destes estatelei-me no chão do corredor aqui do meu degredo (leia-se: local de trabalho). Como já passava das oito da noite, ninguém me viu e não tive outro remédio senão levantar-me, praguejar e lamentar-me sozinha. Claro que o mais importante foi o facto de ter conseguido levantar-me, caso contrário teria de ficar à espera das senhoras que fazem a limpeza, até à manhã seguinte...

O resultado imediato foi uma bela nódoa negra na anca (enfim, naquela parte que é uma espécie de terra de ninguém entre a anca, a nádega e o começo da coxa). Ontem, enquanto me esfregava com uma boa dose de Hirudoid ao espelho (não me importa que o INFARMED diga que o Hirudoid é um medicamento de eficácia duvidosa! Para mim, que volta e meia estou negra, tem sido um fiel companheiro que não tenciono dispensar, com ou sem comparticipação), reparei que, além da nódoa negra, havia um bónus: as junções dos tacos do chão tinham ficado marcadas, fazendo uma espécie de padrão de xadrez.

Moral da história: tenho uma nódoa negra especial, estilizada, diferente de todas as que já tive até hoje - e foram mesmo muitas!. Além disso, esta eu sei como e onde a fiz, não é como as outras que aparecem sorrateiramente, fruto de mais uma cabeçada ou canelada por falta de atenção. Não! esta é totalmente legítima: fez barulho, teve impacto (literalmente) e, ainda por cima, trouxe selo de garantia. Que mais se pode esperar de uma nódoa negra?

0 Novas Memórias:

Enviar um comentário

Ligações:

Criar uma hiperligação

<<Página Principal