16 julho 2004

Reaccionária, eu?

Enviaram-me ontem estas pérolas. Não faço ideia se são verdadeiras, mas não me custa nada acreditar que sim. Enviaram-mas dizendo que se tratava de frases retiradas de revistas femininas brasileiras dos anos 50. Por mim, acho que poderiam perfeitamente ter sido retiradas da cabeça de muitas mulheres portuguesas no ano de 2004…

"Não se deve irritar o homem com ciúmes e dúvidas." (Jornal das Moças,1957)
Concordo em absoluto. Todas sabemos que os homens são fraquitos de cabeça e raramente conseguem gerir dois pensamentos em simultâneo sem entrarem em curto circuito.

"Se desconfiar da infidelidade do marido, a esposa deve redobrar seu carinho e provas de afeto."(Revista Claudia, 1962)
Está certo. Desta forma ele sentir-se-á horrorosamente culpado e achará que a culpa foi toda dele quando a cara leitora partir em debandada com o vizinho do 1º esquerdo que, assim de lado, tem mesmo qualquer coisa do Brad Pitt…

"A mulher deve estar ciente que dificilmente um homem pode perdoar uma mulher por não ter resistido às experiências pré-núpciais, mostrando que era perfeita e única , exatamente como ele a idealizara." (Revista Claudia, 1962)
É perigoso desiludir um homem. Muito pior do que dizer a uma criança que o Pai Natal, afinal, nunca existiu. Afinal de contas, a criança (se for do sexo feminino) terá a oportunidade de crescer e superar o trauma. O homem terá de viver com ele para o resto da vida visto que, como é sabido, os homens são como bonsais – nunca crescem, embora envelheçam.

"Mesmo que um homem consiga divertir-se com sua namorada ou noiva, na verdade ele não irá gostar de ver que ela cedeu."(Revista Querida, 1954)
Verdadeiro como o céu. Na verdade, a única esperança que anima os homens é saberem que, regra geral, as mulheres têm a vontade própria alojada apenas num órgão vital: o cérebro.

"O noivado longo é um perigo." (Revista Querida, 1953)
Correcto. Não se deve dar a uma mulher tempo para pensar. Se o noivado durar mais de 10 minutos, é muito provável que ela mude de ideias…

"É fundamental manter sempre a aparência impecável diante do marido."(Jornal da Moças, 1957)
Isso mesmo! Nunca desista – faça-o desistir!

E, como corolário...

"O LUGAR DE MULHER É NO LAR. O TRABALHO FORA DE CASA MASCULINIZA." (Revista Querida, 1955)
Mas se deixássemos todo o trabalho para os homens, ainda estaríamos à espera da invenção da escrita para podermos dar forma a estas verdades absolutas.

Bom fim de semana para todos!

0 Novas Memórias:

Enviar um comentário

Ligações:

Criar uma hiperligação

<<Página Principal